Misery

avaliação dos leitores (3 comentários)
(3 comentários)
ISBN: 9789722527118
Edição/reimpressão: 09-2013
Editor: 11 X 17
Código: 007823000238
Coleção: 11X17
ver detalhes do produto
9,00€ I
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
9,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - Envio 24H
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Paul Sheldon é um famoso escritor de romances cor-de-rosa, tornado célebre pela personagem principal das suas obras, Misery Chastain. Porém, Sheldon entendeu que estava na hora de virar a página e decidiu «matar» Misery.
É então que sofre um terrível acidente de viação e é socorrido por Annie Wilkes, uma ex-enfermeira que o leva para sua casa para o tratar. O que Paul não sabe é que Annie, a sua salvadora, é também a sua maior fã, a mais fanática e obcecada de todas — e está furiosa com a morte de Misery.
Ferido e incapaz de andar, totalmente à mercê de Annie, Paul é obrigado a escrever um novo livro para «ressuscitar» Misery, como uma Xerazade dos tempos modernos nas mãos de uma psicopata tresloucada que há muito deixou de distinguir a realidade da ficção.
Repleto de complexos jogos psicológicos entre refém e captor, Misery é uma obra de suspense e terror no seu estado mais puro.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Um livro cheio de loucura
Mónica Salvado - Livraria Vasco da Gama | 2019-06-27
Paul Sheldon, escritor de inúmeras novelas, em que a personagem principal Misery já o cansa, resolve acabar com a vida dela nos livros. Depois de escrever a obra, que ele considera ser a sua obra prima, resolve conduzir após ter beber muito, e sofre um trágico acidente. Quem o salva é Annie, que o mantém numa cama, devido a ter as suas pernas partidas, e altamente medicado. A questão é que Annie é a fã número um de Paul Sheldon e de Misery e não fica nada contente quando descobre que o escritor resolveu matar a sua personagem favorita. Annie mantém então o Paul Sheldon preso, até que ele rescreva a história de Misery, e enquanto se vinga do que o escritor fez no seu último livro, demonstrando uma loucura extrema. Um livro viciante e repleto de acções assombrosas, prende do início ao fim. Mais um grande livro de Stephen King.
Angustiante
Soraia Nunes - Livraria Campo Pequeno | 2019-04-28
O livro mais arrepiante e angustiante de Stephen King. Num thriller psicológico mas também muito gráfico, tira desta obra a sua fama: o mestre do horror. Cada virar de página acumula tensão no leitor, quase nos fazendo gritar.

DETALHES DO PRODUTO

Misery
ISBN: 9789722527118
Edição/reimpressão: 09-2013
Editor: 11 X 17
Código: 007823000238
Coleção: 11X17
Idioma: Português
Dimensões: 109 x 169 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 480
Tipo de Produto: Livro

sobre Stephen King

Romancista norte-americano, Stephen King nasceu em 1947, em Portland, Maine. Filho de um marinheiro mercante, que abandonou a família em 1950, foi criado pela mãe, em Durham, juntamente com o seu irmão David. A mãe viu-se forçada a trabalhar precariamente para poder sustentar os seus filhos.

Aos seis anos de idade, o jovem Stephen teve de proceder à punctura do tímpano por diversas vezes, experiência dolorosa que nunca conseguiria esquecer. Deu início aos seus estudos secundários na Lisbon Falls High School, onde começou a escrever contos, ao mesmo tempo que fazia parte de um grupo amador de rock. No ano de 1960, Stephen King submeteu o seu primeiro manuscrito para publicação, o qual seria rejeitado. Entretanto, editava o jornal do liceu, The Drum, e escrevia para o jornal local, o Lisbon Weekly Enterprise. Publicou o seu primeiro conto, In A HalfWorld Of Terror, numa fanzine de terror. Em 1970 licenciou-se pela Universidade do Maine e, no ano seguinte, casou com Tabitha Spruce, que também viria a alcançar reputação como escritora. De 1971 a 1974, Stephen King foi instrutor na Hampden Academy, até ter publicado o seu primeiro romance, Carrie (1974), a história de uma rapariga com poderes telecinéticos. Atirou as primeiras páginas do trabalho ao lixo, mas foram resgatadas pela esposa, que o encorajou a prossegui-las. A obra não teve, a princípio, senão um sucesso modesto, mas com a adaptação para cinema e com a publicação do romance Salem's Lot (1976), conseguiu estabelecer-se como importante escritor de literatura de terror. Nos finais do verão de 1974, Stephen King decidiu passar umas férias prolongadas no Colorado na companhia da sua família. De visita ao Stanley Hotel, em Estes Park, chegou-lhe a inspiração para o seu romance seguinte, The Shining (1975), que chegaria a obter versão cinematográfica pela mão de Stanley Kubrick, em 1977. Nessa época, segundo confissão do próprio autor, tinha a braços problemas de abuso de álcool e drogas. Na segunda metade dos anos 70, Stephen King começou a publicar uma série de romances sob o pseudónimo Richard Bachman, de que Rage (1977) e The Long Walk (1979) são exemplos. Em junho de 1999, o escritor ficou gravemente ferido em consequência de um atropelamento por uma carrinha. Não obstante, no mês seguinte começou a publicar uma série de folhetins virtuais no seu website www.stephenking.com, sendo o primeiro escritor de gabarito a recorrer ao suporte virtual. Na primeira história, uma vinha sobrenatural começa a crescer numa editora de livros de bolso, trazendo sucesso e riquezas em troca de sangue e carne fresca. Em convalescença do acidente, Stephen King decidiu fazer um balanço do seu início de carreira, com On Writing (2000), obra principalmente destinada a aconselhar potenciais escritores. Stephen King passou a maior parte da sua carreira como romancista em Bangor, no estado do Maine.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK