O Livro de Cesário Verde

O Livro de Cesário Verde

ISBN: 9789722520416
Edição/reimpressão: 10-2009
Editor: 11 X 17
Código: 007823000047
Coleção: 11X17
ver detalhes do produto
6,00€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
6,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Esgotado ou não disponível.
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para a Formação de Adultos, como sugestão de leitura.

José Joaquim Cesário Verde nasceu a 25 de Fevereiro de 1855, em Lisboa, no seio de uma família abastada. Ao concluir a instrução primária, com dez anos, começou a trabalhar nos negócios do pai, que incluíam uma quinta em Linda-a-Pastora, nos arredores da capital.
Publicou os seus primeiros versos aos dezoito anos, no Diário de Notícias e no Diário da Tarde, tendo frequentado durante algum tempo o Curso Superior de Letras — que abandonaria mais tarde —, e onde travou conhecimento com Silva Pinto, seu amigo «para a vida e para a morte». Em 1874, Ramalho Ortigão criticou-o duramente e, nos anos que se seguiram, Cesário Verde foi divulgando a sua obra em revistas de pequena circulação. Desiludido com o fraco acolhimento da sua obra-prima, O Sentimento de Um Ocidental, publicada em 1880, o poeta remete-se a um longo silêncio de quatro anos, passando a dedicar-se cada vez mais aos negócios familiares. Porém, a doença foi-se agravando cada vez mais, tendo Cesário Verde morrido a 19 de Julho de 1886, vítima de tuberculose, com apenas trinta e um anos de idade.
No ano seguinte, o seu grande amigo Silva Pinto organizaria a edição póstuma de O Livro de Cesário Verde, que teve uma tiragem inicial de duzentos exemplares.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

O Livro de Cesário Verde
ISBN: 9789722520416
Edição/reimpressão: 10-2009
Editor: 11 X 17
Código: 007823000047
Coleção: 11X17
Idioma: Português
Dimensões: 110 x 168 x 7 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 152
Tipo de Produto: Livro
Cesário Verde nasce em 1855, em Lisboa. Aos 18 anos publica os primeiros versos no «Diário de Notícias», pela mão de Eduardo Coelho (fundador do jornal), que fora caixeiro na loja de seu pai.
Entre 1874 e 1875 publica vários poemas noutros jornais e revistas. É atacado pelo «Diário Ilustrado», ao qual responde com uma sátira (que não antologia para «O Livro»); Ramalho Ortigão critica-o sem entendimento e com arrogância.
Durante o ano de 1876 publica com menos frequência e nos anos que se seguem continua a ser alvo de mais críticas e maior incompreensão.
Em 1880 publica «O Sentimento dum Ocidental» em «Portugal a Camões» (número especial do «Jornal de Viagens», no âmbito das comemorações do tricentenário da morte de Camões), Porto.
O poema «Nós» é publicado n’ «A Ilustração», em Paris, em 1884.
O seu estado de saúde começa a agravar-se, vindo a morrer de tuberculose a 19 de julho de 1886.
Em 1887 Silva Pinto publica «O Livro de Cesário Verde», com uma tiragem de 200 exemplares.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK